MENU

As vantagens da decoração atemporal, dicas para deixar o apartamento sempre atual

É possível estar em dia com as tendências sem precisar trocar todos os ambientes a cada nova onda da moda

Temos vivido tempos cada vez mais acelerados. O jeito de encarar a moda, por exemplo, que o diga. Houve uma época em que as regras fashion eram marcadas pelas décadas, isso lá no século 20, mas com os anos 2000 e a globalização, não dava mais para ficar esperando coleções novas apenas duas vezes por ano na primavera-verão e no outono-inverno. Com a Internet a mil, o que não faltam são tendências surgindo e sumindo na mesma (alta) velocidade.

sala de estar ampla com decoração atemporal
Bases neutras e linhas retas no decorado do Scenarium: o ponto de partida para a decoração atemporal

Bom, se já é difícil para um guarda-roupa acompanhar tudo isso, quem dirá uma casa inteira, não é mesmo? A moda da decoração sempre teve um tempo diferente das roupas e acessórios, ela é bem mais lenta. Mas isso, claro, veio mudando nos últimos anos. E como manter a casa atualizada sem trocar todos os móveis a cada nova onda? É possível?

A arquiteta Thaisa Bohrer, do escritório Bohrer Arquitetos, responsável pelos apartamentos decorados da Plaenge, avisa que é muito possível. E dá dicas tanto para quem vai montar a casa a partir do zero, quanto para quem quer dar uma repaginada nos ambientes. Thaisa fala da chamada decoração atemporal, a melhor opção para quem está atrás de ideias, é antenado, mas não quer ficar refém das tendências.

Dicas de decoração atemporal: bases neutras e linhas retas

Como o nome mesmo entrega, a decoração atemporal é aquela que resiste ao tempo, fazendo valer não só o dinheiro investido como também as horas de busca, projetos e obras. Os itens mais característicos da decoração atemporal são as bases neutras e as linhas mais retas do mobiliário.

“Não compre nada por impulso”, ensina a arquiteta. Para ela, passear pelas lojas é um bom exercício de pesquisa. Para ficar de olho no Brasil, a arquiteta indica a Feira Revestir (que acontece em março na capital paulista) e a Casa Cor São Paulo.

Para quem vai colocar os primeiros móveis na casa, contar com a ajuda de um arquiteto vai, segundo Thaisa Bohrer, “materializar as vontades da família”. Ela avisa que é importante encontrar um profissional com que a pessoa se identifique. “O projeto vai organizar o que funciona bem para a família e não só combinar o sofá com a almofada”, diz. “A casa é para ser vivida”, sentencia Thaisa.

sala decorada atemporal
A madeira clara é uma das apostas certeiras para uma decoração atemporal, Espaço Living do Privèlle, Plaenge em Maringá

Entre os materiais para se apostar, a arquiteta indica a madeira mais clara. “A chance de enjoar é menor”, diz. Opte sempre por uma base neutra, tons como bege, cinza e areia são campeões na lista de neutros essenciais. Para Thaisa, o concreto também é um dos acabamentos que veio para ficar. “Esse não sai mais”, avisa.

Investimentos que valem a pena

Na hora de escolher no que investir mais, Thaisa indica um bom projeto de marcenaria. “Invista nos armários, que se faz uma vez só.” E ela completa: use o mesmo tom no apartamento todo e aposte nas cores em pontos estratégicos para dar a cara nova da casa sem grandes mudanças.

guarda roupa ou closet
Closet do Átrio: investimento em marcenaria feita para durar

Para os cantinhos especiais, também vale escolher uma boa poltrona, uma obra de arte ou um pendente que vai destacar todo o projeto. A dica é eleger peças-chave e trabalhar o projeto em torno delas.

Mudanças simples e eficazes

Trocar as almofadas e a manta do sofá é um jeito prático e acessível para atualizar a decoração. Você pode optar por peças florais no verão e investir em tricô no inverno, por exemplo, deixando o apartamento aconchegante para qualquer clima.

quarto com decoração atemporal
O uso de acessórios de tricô é uma opção para aquecer os ambientes no inverno. Quarto decorado no Muv.in

Trocar as gravuras é outra ideia simples para repaginar a decoração e Thaisa ensina que não é preciso nem trocar a moldura, que pode - e deve - ser reaproveitada.

Os arranjos de folhagens e flores também são especiais para ajudar na tarefa, principalmente nas quatro estações do ano. “Folhas mais secas para o outono, por exemplo. A mudança não precisa ser só no mobiliário”, lembra Thaisa.

Arranjo de folhagens
Instagram Thaisa Bohrer

E quando é hora realmente de partir para grandes mudanças? “É preciso ver como a família evoluiu. As crianças cresceram? Não dá para trocar apenas a porta do armário.” Segundo a arquiteta, integrar espaços sempre confere uma cara nova, como pode acontecer, por exemplo, quando algum integrante da família se muda e fica um quarto sobrando.


Essa é uma das tendências que com certeza pode ser aproveitada de diversas formas no seu apartamento! E se você gostou e quer conhecer mais, é só acompanhar nossa editoria de Tendências e Arquitetura.

Tags: , , , ,

OUTROS POSTS

NEWSLETTER

Fique por dentro das novidades e receba conteúdos exclusivos

IR PARA A PLAENGE

Baixe o nosso Plaenge APP
e faça parte do clube

Aplicativo Plaenge
QR Code