29 | outubro

Decoração que incentiva a leitura

Leitores atentos que visitam os apartamentos decorados da Plaenge observam o cuidado na escolha dos livros utilizados na decoração. Obras clássicas e contemporâneas, em edições cuidadosas, estão sempre à disposição dos visitantes, que podem se inspirar nos projetos para levar a literatura, as artes e a música para a decoração de suas próprias casas.

Neste dia 29 de outubro, quando se comemora o Dia Nacional do Livro, conversamos com a arquiteta Thaísa Bohrer para saber como os livros podem enriquecer um projeto de interiores. Thaísa integra a equipe da Bohrer Arquitetura, empresa responsável pelos projetos dos apartamentos decorados da Plaenge.

Ela explica que os livros dos decorados são escolhidos pessoalmente pelos arquitetos. “Imaginamos o perfil dos futuros moradores e selecionamos títulos que compõem esse perfil”, exemplifica. A ideia de usá-los na decoração reforça um dos valores da Plaenge, que se destaca por incentivar a cultura nas cidades onde atua.

Brinquedoteca-Absoluto

Apartamento Decorado do Absoluto, em Londrina

Para quem possui sua própria biblioteca no apartamento, Thaísa dá a dica de usar livros de arte, com maior apelo estético, em ambientes de convivência como a sala de estar. “Nas mesas de centro ou laterais, os livros podem até mesmo servir de apoio a objetos de decoração. As obras ajudam a ordenar a composição das mesas”, ensina. Já os livros de literatura podem ficar aparentes nos quartos e suítes.

Em estantes, uma excelente dica para arrumar os livros é separá-los por altura e alternar a disposição horizontal e vertical. O “truque” de decoração atribui mais leveza ao ambiente ao mesmo tempo em que valoriza o acervo.

Bibliotecas na área de lazer

O incentivo à leitura também está presente nas áreas de lazer dos empreendimentos da Plaenge. As brinquedotecas da construtora são entregues equipadas com brinquedos e livros para crianças de diferentes idades. “A brinquedoteca do Grand Palais, por exemplo, terá uma minibiblioteca infantil que vai ocupar uma parede inteira”, antecipa Thaísa. Saiba mais sobre este projeto.

Imagem ilustrativa da minibiblioteca infantil do Grand Palais

Imagem ilustrativa da minibiblioteca infantil do Grand Palais, em Londrina

Também em Londrina, o Le Blanc foi entregue com uma biblioteca completa na área de lazer. Thaísa conta que a Plaenge fez uma cuidadosa curadoria das obras que compõem o espaço. “A ideia é que os moradores tenham acesso à cultura sem sair de casa”, comenta. Além da possibilidade de usufruírem dos livros no local, é possível levar as obras para casa e até mesmo contribuir com novos títulos para serem compartilhados.

Brinquedoteca-Le Blanc2

Brinquedoteca do Le Blanc

Outro empreendimento que oferece biblioteca aos pequenos moradores é o Monterosso, construído pela Plaenge em Campo Grande.

Brinquedoteca do Monterosso

Brinquedoteca do Monterosso

___________

Texto: Carolina Avansini | Assessoria de Imprensa