20 | abril

História e aventura em “O anel do capitão Shepherd”, novo livro de Antonio Pedriali

O jornalista Antonio Pedriali lançou em Londrina o romance “O anel do capitão Shepherd – o troféu dos corsários que desafiaram o Império do Brasil”. O livro joga o leitor num contexto de guerras pela independência, intrigas, um amor impossível e um mistério que perdura até hoje. Os protagonistas são o escocês James Shepherd e a peruana Rosa de Martinez, que se conhecem e se apaixonam.

O lançamento contou com patrocínio da Plaenge, uma tradicional apoiadora dos escritores londrinenses. O evento de apresentação do livro ocorreu na Central de Apartamentos Decorados da construtora em Londrina.

_GT26609-Capa

O enredo: A descoberta de duas bandeiras do Império do Brasil expostas na igreja de Carmen de Patagones, sul da Argentina, no final da década de 1980, foi o ponto de partida desta aventura literária. A partir desta informação, Pedriali  pesquisou no Brasil e no exterior personagens e fatos menosprezados pela história, e nesse caso uma história épica e ao mesmo tempo trágica ambientada no início do século 19 no Peru, Argentina e Brasil. E nos conveses de navios de guerra.

A aventura começa quando Rosa de Martinez entrega a James Shepherd, quando se separam na baía de Callao, no Peru, o anel que herdara do último soberano inca, Atahualpa. O anel permitirá que, caso não possam se reencontrar em vida, reencontrem-se após a morte – desde que o estejam usando ao morrer.

Conquistada a independência do Peru, pela qual lutou, Shepherd viaja ao Brasil para integrar o corpo de oficiais contratados por D. Pedro I para estruturar a Armada Imperial, indispensável para garantir a independência, recém-proclamada.

Quando Rosa parte ao encontro de Shepherd, ele está no comando de uma esquadra cuja missão é desalojar de Carmen de Patagones os corsários, aliados dos argentinos na Guerra da Cisplatina. Alertados por George Bynon, comandante da defesa de Patagones que lutara ao lado de Shepherd no Peru, os corsários fazem do anel do comandante a relíquia mais cobiçada do combate final.

“O anel do capitão Shepherd” – editado pela Unifil – é o terceiro romance de Antonio Pedriali, que procura editora para a publicação do quarto. Pedriali tem quarenta anos de atuação como jornalista e é autor de outros cinco livros.

Confira alguns cliques do evento de lançamento.

_GT26549

_GT26338

_GT26313

_GT26436

Julio Bahar e T+ónia Toffoli

_GT26403

___________

Texto: Carolina Avansini | Assessoria de Imprensa – Plaenge

Fotos: Gabriel Teixeira

Faça seu comentário

Nome:

E-mail:

Mensagem: limite de caracteres 1500.

Entrar pelo Facebook

Código da validação

Nenhum comentário

  • Larry | 27/04/2017

    Every situation has different peripherals that are all too often not omitted from the context given to HISTORY. Therefore appearing to arrive at the same result. Moreover, each situation in the world history has an opposing human side that strives to thwart the desired outcome to THEIR favor. THIS becomes a battle of wills and ideology that cheap writing service is able to win for sure.