18 | novembro

Amor à camisa

À frente das franquias Dudalina em Curitiba, três mulheres que são exemplos de empreendedorismo, união e dedicação

A empresária Márcia Gomes Silva, franqueada da Dudalina em Curitiba, sua irmã Maristela Gomes, gerente das lojas na capital, e a sócia da franquia, Maria Augusta Meyer Gomes

A empresária Márcia Gomes Silva, franqueada da Dudalina em Curitiba, sua irmã Maristela Gomes, gerente das lojas na capital, e a sócia da franquia, Maria Augusta Meyer Gomes

Foi no aeroporto de Navegantes, Santa Catarina, que Márcia Gomes Silva soube que a marca Dudalina, referência em camisaria, estava abrindo franquias. Ela, que dividia seu tempo entre a administração da escola de música MozartSom, da qual é proprietária, e a vida em família, enxergou na marca mais uma oportunidade de atuação profissional.

“Isso foi quando a Dudalina começava a entrar no varejo, há cerca de seis anos. Naquela oportunidade, achamos que o aeroporto Afonso Pena, por seu perfil de usuários, poderia ser um local de interesse para a marca. Entramos em contato com eles e, após alguns meses, abrimos a primeira loja Dudalina em São José dos Pinhais”, conta.

Em 2011, depois de 50 anos voltados à camisaria masculina, a marca catarinense lançava sua linha feminina. Rapidamente, o faturamento da indústria dobrou e a necessidade de expansão dos negócios surgiu. “Foi nesse momento que busquei uma sócia, pois sabia dos desafios que viriam com o aumento de lojas e a entrada nos shoppings”, relata Márcia. Para o posto, convidou sua cunhada, Maria Augusta Gomes, moradora no Edifício Belvedere, da Plaenge. E sua irmã, Maristela Gomes, ficaria responsável pela supervisão e gerenciamento das novas lojas que inaugurariam em breve.

Maria Augusta, até então, dedicava-se inteiramente ao trabalho que desenvolvia no Instituto da Mulher e Medicina Fetal (IMEFF), que havia fundado com seu marido, o médico Cláudio Gomes. Porém, acreditou na proposta da Dudalina e resolveu encarar o desafio.

As três mulheres trabalharam intensamente para que o negócio em família desse certo e, ainda em 2011, inauguraram a Dudalina Feminina no Park Shopping Barigui. “A receptividade do público foi fantástica. Afinal, o produto é extremamente diferenciado pelo seu tecido, acabamento e detalhes”, conta Maria Augusta. “Além da qualidade e dos padrões exclusivos, há a seriedade das pessoas por trás da marca”, complementa Márcia.

Hoje, elas contam com uma equipe de cerca de 60 pessoas e têm quatro franquias da marca na capital paranaense. Três delas Double (masculino e feminino), localizadas nos shoppings Mueller e Crystal, e Aeroporto Afonso Pena, e uma exclusivamente feminina no Park Shopping Barigui. “Em breve abriremos uma nova loja, também Double, no Shopping Pátio Batel”, contam orgulhosas.

O segredo do sucesso não esconde a visão empreendedora e muito trabalho. “Quando se decide empreender é fundamental conhecer exatamente o seu negócio, os números, avaliar os riscos e estar preparado para trabalhar. Não existe resultado sem trabalho e dedicação”, afirma Maria Augusta.

Texto: Priscilla Scurupa
Foto: Patrícia Lion
Revista Plaenge Premium Curitiba | Nº3

Faça seu comentário

Nome:

E-mail:

Mensagem: limite de caracteres 1500.

Entrar pelo Facebook

Código da validação

Nenhum comentário