18 | outubro

Plaenge apoia a 3ª Corrida e Caminhada Go Pink em Londrina

A Plaenge é apoiadora do Hospital do Câncer de Londrina (HCL) e patrocinou a 3ª edição da Corrida e Caminhada Go Pink, realizada no último domingo, dia 14 de outubro. O evento, em prol da conscientização do câncer de mama, levou mais de mil pessoas para o aterro do Lago Igapó e reuniu atletas profissionais e amadores. A Plaenge é parceira do HCL em diversas ações e apoia a Go Pink desde o seu início. Confira aqui.

__00_Capa_

Este ano, o evento contou com a participação de pessoas muito experientes, como Francisco Ontivero, presidente do HCL e um apaixonado por corridas desde os seus 40 anos. Hoje, com 85 anos, ele acabou de participar da meia maratona de Foz do Iguaçu e era só alegria em participar da Go Pink. “Essa corrida é especial porque pretende chamar a atenção para um tema muito importante. É gostoso demais participar desse evento”, destacou.

Para Iracema Fabian, arquiteta da Plaenge e voluntária do HCL, o evento do Outubro Rosa é muito significativo pois busca conscientizar as pessoas sobre o câncer de mama, que é o segundo que mais atinge as mulheres, tem cura, mas é fundamental que seja diagnosticado precocemente. Além disso, na avaliação de Iracema, a Go Pink é relevante para lembrar a população de que o Hospital do Câncer existe em Londrina, atende pacientes de mais de 200 cidades e precisa do apoio de toda a comunidade. “O Hospital do Câncer só consegue oferecer hoje esse atendimento humanizado e de qualidade por conta da ajuda de toda a comunidade”.

_0396

Francisco Ontivero, Iracema Fabian e Julio Oliveira (Gerente comercial da Plaenge)

Iracema ainda destacou a parceria de longa data da Plaenge com o Hospital do Câncer e reforçou a importância desse apoio. Entre as ações, a empresa apoia a construção da nova sede da Ong Viver, que atende crianças e adolescentes de municípios da região que estão em tratamento ou internadas no HCL, por meio da campanha Construtores de Esperança.

A corrida também contou com a presença de atletas menos experientes, como o professor de Biologia Márcio Barbieri, que participou pela primeira vez de uma corrida. Ele começou a treinar há pouco tempo e se já animou em se inscrever na Go Pink. “Hoje, o mais importante é o objetivo do evento”, ressaltou o professor. Ao lado da esposa, Fabiana De Marchi, que já estava na sua segunda competição, ele tinha uma expectativa: terminar a corrida!

_0022

Professor Márcio Barbieri (esquerda)

O casal de namorados Edson Gabes, corretor de seguros, e Simone Bragamonte, assistente social, também viviam emoções parecidas: ele participava pela primeira vez de uma corrida e ela já era mais experiente nas competições. “Essa vai ser uma corrida marcante, por toda a essência da competição. Minha expectativa é cumprir o trajeto e sem lesões”, afirmou. Para Simone, a Go Pink é muito especial e divertida, ela que já correu meia maratona, previa fazer a corrida mais devagar para acompanhar o namorado.

edson galbes - simone bragamonte

Edson Gabes e Simone Bragamonte

A equipe da Plaenge também marcou presença no evento. Julio Oliveira, gerente comercial, estava na maior expectativa porque não tem o hábito de participar de competições. “Gosto de correr para praticar uma atividade física, relaxar um pouco. A corrida é um esporte que consegui adaptar na minha rotina. Não treino para competições, mas a Go Pink tem uma motivação maior, que é a saúde e também a promoção da conscientização sobre o câncer de mama”, frisou. Júlio destacou a presença animada de muitos grupos, o que deixa o evento ainda mais alegre.

_0138

Participantes durante a corrida

_0226

Participantes durante a corrida

 Confira todas as fotos do evento na página da Plaenge no Facebook.

___________

Texto:Erika Zanon | Assessoria de Imprensa – Plaenge

Foto: Fábio Alcover